Japão quer ficar em terceiro lugar na Olimpíada de 2020
22/08/2016 12:43 em Esporte

A chefe da delegação japonesa na Rio 2016, Seiko Hashimoto, disse que é essencial assegurar o financiamento necessário para aprimorar as habilidades dos atletas do Japão que vão participar dos Jogos Olímpicos de Tóquio em 2020.

Hashimoto falou com repórteres no Rio de Janeiro no domingo, o último dia da Olimpíada brasileira.

O Japão conquistou 41 medalhas na Rio 2016, o melhor desempenho do país na história. Os japoneses ganharam 12 medalhas de ouro e ficaram no sexto lugar geral atrás dos Estados Unidos, Reino Unido, China, Rússia e Alemanha.

Segundo a chefe da delegação japonesa, os judocas, nadadores e ginastas do Japão foram muito bem na primeira metade da Rio 2016. 
Hashimoto disse que o bom desempenho inicial abriu o caminho para atletas do país conquistarem medalhas em outros esportes, como luta olímpica, badminton e tênis de mesa.

A chefe da delegação também anunciou que o comitê olímpico do Japão tem a meta de fazer o país ser o terceiro com mais medalhas de ouro na Olimpíada de 2020.

De acordo com Hashimoto, o comitê japonês quer conquistar medalhas no mínimo em todos os 33 esportes que serão disputados em Tóquio. A chefe da delegação disse que o terceiro lugar por meio das medalhas de ouro não é um objetivo, mas uma necessidade, e afirmou que vai fazer todos os preparativos necessários para garantir que isso aconteça.

(Fonte NHK)

COMENTÁRIOS
Comentário enviado com sucesso!