PUBLICIDADE
Coreia do Norte deve ignorar resolução da ONU que proíbe testes nucleares
27/09/2016 - 11h24 em Mundo

Um funcionário governamental da Coreia do Norte deu a entender que seu país não vai acatar uma resolução das Nações Unidas, adotada recentemente, que pede aos Estados-membros se absterem de realizar testes nucleares explosivos.

Na segunda-feira, em Nova York, a NHK entrevistou o funcionário em questão, que acompanhava o ministro das Relações Exteriores da Coreia do Norte, Ri Yong Ho, na Assembleia-Geral da ONU.

Segundo o funcionário, a política estatal de Pyongyang é de se manter armada nuclearmente e que o país não se importa com a resolução adotada pelo Conselho de Segurança, na sexta-feira da semana passada.

Neste mês, a Coreia do Norte realizou seu quinto teste nuclear. Conduziu ainda uma série de lançamentos de mísseis em 2016.

O funcionário governamental norte-coreano afirmou que o chanceler Ri Yong Ho se encontrou com autoridades de mais de 20 países durante sua estada de uma semana em Nova York, e informou-lhes sobre a legitimidade do desenvolvimento nuclear de Pyongyang.

Ri proferiu um discurso na Assembleia-Geral, na última sexta-feira, defendendo os programas nuclear e de mísseis da Coreia do Norte como sendo uma medida de autodefesa. Ele retornou ao seu país na segunda-feira.

(Fonte NHK)

COMENTÁRIOS
Comentário enviado com sucesso!